domingo, abril 05, 2009


Não tema!

Quando foi que as coisas deixaram de ser divertidas e passaram a dar medo?

 

Às vezes me sinto como se tivesse 50 anos de idade ao invés de 18. Sempre achei que o mais importante na vida era se divertir, que o mais importante era vive-la, mas hoje em dia por coisas que aconteceram em um passado nem tão distante, mas ainda assim passado, reluto em mergulhar de cabeça naquilo que quero e que sei que me fará feliz simplesmente porque tenho medo de que no futuro eu possa me machucar e sofrer.

Ai eu paro e me pergunto por que eu tenho que me preocupar tanto com o passado e com o futuro e ignorar o que eu quero no presente, isso deveria ser o mais importante!

Eu quase sempre consigo abstrair e aproveitar o que a vida tem de bom a me oferecer, porque afinal de contas o que adianta estar aqui nesse mundo se você não pode aproveitar o que ele tem de melhor a oferecer pra você.

Por isso acho que devemos nos permitir mais, sim nos quebraremos a cara muitas vezes e sim criaremos muitas outras cicatrizes, mas no meio de tudo isso podemos ter algumas experiência maravilhosas que farão tudo valer a pena.

Não sei se consegui transmitir o que queria nesse post mas se você não entendeu vou resumir pra você:

 

Viva! Se jogue sem medo de cair!


5

5 coméntarios:

Marcela disse...

a vida é feita de riscos, é bom correr risco, temos que tentar, as coisas podem dar certo ou errado. Se der errado o problema é estar preparado pra cair né,

Gesiane disse...

Eu tenho um lema: viver o HOJE porque o amanhã não existe porque no momento que ele existe vira HOJE!!!

Bjokas e Boa Páscoa!!!

Atreyu disse...

Nada de amanhã!!
A vida é o AGORA!!!
VIVAAAAAAAAAAAA!!!

Cih disse...

Oi, Angela! Desculpa não ter avisado da mudança de blog e tudo mais. A verdade é que aconteceram umas coisas meio tristes ao mesmo tempo que encerrei o Forever Star! Enfim, cá estou eu e entendi perfeitamente o seu post! Eu era assim, mas confesso que hoje eu sou capaz de largar um bom emprego se eu tiver a oportunidade de viajar para outro país, por exemplo! Eu prefiro ter a cicatriz e felicidade de ter tentado ser feliz do que ficar acuada vendo os outros aproveitarem a vida! Obrigada pelo carinho. Kiss

*Lusinha* disse...

Conseguiu sim Angela e espero que faça o que está dizendo.
É como um texto que existe dizendo que vivemos nos preocupando com o passado e o futuro, mas nos esquecemos do presente, um presente que Deus nos dá todos os dias, a oportunidade de cada dia de fazer diferente e, muitas vezes, perdemos-la por ficarmos pensando lá pra trás ou lá pra frente.
Acho que depois de decepções é natural ficarmos com medo de fazermos as coisas. E digo que medo é importante, mas ele não pode ser tão grande a ponto de nos impedir viver coisas boas.
Bjitos!

Postar um comentário

Melanciosamente falando adorei o fato de você deixar um recadinho pra mim. Morda essa melancia a vontade.

:a   :b   :c   :d   :e   :f   :g   :h   :i   :j   :k   :l   :m   :n   :o   :p   :q   :r   :s   :t